Fevereiro 05 2018

Insetos de estimação na China: Uma tradição inusitada

Posted by Victor Fumoto

Quando o assunto é animais de estimação, os chineses podem pensar de uma maneira diferente. Pois, um ato que seria considerado inusitado para muitos ocidentais é uma tradição em seu país. Tal tradição é ter insetos de estimação na China. Saiba mais agora!

 

insetos de estimação

Determinados insetos são vendidos como insetos de estimação na China.

 

Muitos insetos, como mosquitos e baratas – que habitam os centros urbanos e se proliferam em grande quantidade, com o calor que acompanha a chegada do verão – são vistos, em todo o mundo, como pestes. Tal ponto de vista é compartilhado por parte dos chineses, porém, alguns insetos não são vistos como pestes indesejadas, mas como insetos de estimação na China.

 

Quais são os insetos de estimação na China?

Ao saber de tal tradição, não devemos pensar que todos os tipos de insetos são considerados insetos de estimação na China. Pois essa categoria especial é atribuída somente à algumas espécies, que estão no gosto dos chineses há vários anos e permanecem exercendo um importante papel.

Assim, os insetos de estimação na China são tradicionalmente os que produzem um canto ou sons considerados melódicos, tais como grilos, cigarras ou o inseto vulgarmente conhecido como esperança, portador do nome científico Tettigonia viridissima. Esses insetos são apreciados no país inteiro e normalmente coletados por crianças e homens idosos e são mantidos em vasos de barro ou gaiolas de bambu, onde são alimentados comumente com grãos de arroz e fatias finas de cebolinha verde.

No entanto, cada inseto tem uma característica especial, tal como o som agudo, que parece ensurdecedor, produzido pela cigarra e esperança, diferentemente do canto suave do grilo do campo. Ademais, os grilos são criados por suas habilidades de luta, fator que pode elevar o seu preço até centenas de dólares, enquanto poucos dólares podem comprar um típico grilo cantor.

A captura dos considerados insetos de estimação na China teve início há 2.000 anos atrás e tais insetos cantores eram vistos como talismãs de boa sorte e, depois de algum tempo, eram usados como companheiros para concubinas imperiais; situação em que ficavam presos em gaiolas douradas.

Em relação a fama de trazer boa sorte que esses insetos representavam, os que gostam de animação podem lembrar do filme da Disney chamado Mulan, em que a personagem principal da história, que se passava na China, ganhou um grilo de estimação da sorte.

Os insetos estão muito presentes na cultura chinesa, fato que pode ser visto nos poemas antigos do país, ao abordarem os seus melodiosos sons e muita expressões usarem grilos e gafanhotos como metáforas para a fertilidade, a amizade e a passagem do tempo.

 

 Motivos da boa relação com os insetos na China

A tradição chinesa, de dar especial atenção aos insetos cantores e grilos com habilidades de luta, tem raízes muito antigas e é transmitida ao longo das gerações até os dias atuais.

Na administração das antigas práticas agrícolas chinesas, os insetos tinham um papel de grande importância, na medida em que eram, com frequência, os melhores indicadores de mudanças no clima. Contudo, a preferência por insetos cantores ocorria, pois, entre as diversas espécies visíveis que existem, o ato de cantar torna os primeiros mais óbvios e notáveis.

Entretanto, o fato de haver os insetos de estimação na China e de tais insetos serem especificamente os cantores, ocorre como uma tradição devido a diversas outras razões presentes na história chinesa. Logo, ao tomar como exemplo o caso dos grilos, é possível observar que, ao logo da história do país, os mesmos sempre tiveram um bom significado para os chineses.

Assim, no período Chun Qui (770-476 A.C), os grilos eram considerados um símbolo de sorte e virtude auspiciosa. Ademais, nessa tradição, que abrange 2.000 anos, os chineses acreditam que o grilo é um emblema do ciclo da vida, da morte para a ressureição, pois, o inseto vivo enterra seus ovos no chão, os grilos vivem lá em forma de larva e saem transformados em insetos.

Já na Dinastia Tang, os grilos começaram a ser mantidos como insetos de estimação na China e, enquanto eram colocados em gaiolas, as pessoas aproveitavam para ouvir o som produzido por eles em cativeiro.

 

Insetos de estimação ou lutadores?

Além dos grilos serem considerados insetos de estimação na China, assim como acontece com outros insetos que cantam, os primeiros também são criados para participar de lutas de grilos, que são muito tradicionais na China e de grande popularidade no país.

 

insetos de estimação

Os grilos são muito valorizados por suas habilidades de luta.

 

As lutas são feitas somente entre grilos machos e devem ser justas, com ambos sendo pesados em uma pequena balança, pois os competidores que vão se enfrentar devem ter o mesmo peso. Ademais, para que os grilos fiquem preparados para a Campeonato Nacional, os mesmos seguem uma dieta rica em proteínas e um treinamento regular.

Porém, para que a luta ocorra, os donos dos grilos devem irritá-los com um pequeno pedaço de vara para incitar o combate e, para determinar os pontos da partida, os juízes seguem um conjunto de diretrizes e regras rígidas, entre as quais, a maioria delas remonta ao século 13.

As lutas de grilos atingem grande popularidade na China e, em alguns anos, mais de 20 equipes de várias províncias do país participam dos campeonatos durante dois dias. Um dos exemplos do sucesso de tal tradição e do interesse que cerca a mesma, pode ser visto na cidade de Qibao.

 

O comércio de insetos de estimação na China

Os considerados insetos de estimação na China estão disponíveis em grande quantidade em diversos mercados das cidades chinesas. Logo, o mercado de criação e venda de insetos que cantam é relevante no país.

 

insetos de estimação

 

A inusitada paixão chinesa por insetos que cantam promete permanecer na cultura do país e apresenta como única desvantagem o fato de que tais insetos de estimação possuem uma duração de vida curta e não resistem ao frio. Contudo, a tradição e o interesse pelos sons melódicos dos insetos de estimação na China continuam persistindo ao longo do tempo e das estações do ano.

 

Por Pedro Mochiatti Guijo, diretamente de Marília, SP, Brasil

Fontes: The New York Times; China Travel; G1 Globo

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter |  Google +