A história por trás do filme “Mulan”

Em  1998, estreou nos cinemas o filme “Mulan”. A animação da Disney fala sobre a história da personagem  que se travestiu de homem, foi para a batalha no lugar de seu pai e acabou salvando toda a China. Poucos sabem, mas a história da personagem pode ser verdadeira, entretanto, muito mais interessante e triste do que a contada na animação.

Hua Mulan é uma das mulheres mais lendárias da China Antiga, entretanto, não há provas arqueológicas que ela realmente existiu, mas suas ações heroicas são relatadss em um texto datado do século VI, durante a Dinastia Tang, conhecido como  “A Balada de Mulan”.

 

mulan
Estátua de Hua Mulan no Jardim Chinês

 

A Balada de Mulan

O texto original se perdeu ao longo do tempo. Hoje, a cópia mais antiga dos textos compilada por Guo Maoqian, entre os séculos XI e XII, encontra-se no Music Bureau Colletion, confira agora um trecho da versão traduzida pelo Epoch Times:

 

Suspiro após suspiro,
Mulan tece diante de sua porta.

Ninguém pode ouvir o som do tear,
apenas os suspiros da pobre menina.

Pergunte-a quem está em seu coração,
ou quem está em sua mente.

Ninguém está em seu coração,
e ninguém está em sua mente.

Ela viu os rascunhos militares ontem à noite,
Khan está convocando muitos soldados.

Uma dúzia de listas rascunhadas,
cada uma com o nome de seu pai.

O pai não tem um filho crescido,
Mulan não tem irmão mais velho.

Ela decide adquirir um cavalo e sela,
e alistar-se em lugar de seu pai.

No mercado leste, ela compra um cavalo,
no mercado oeste, uma sela.

No mercado norte, ela compra um freio,
e, no mercado sul, um longo chicote.

À alvorada, ela se despede de seu pai e de sua mãe,
ao anoitecer, ela acampa às margens do Rio Amarelo.

Ela não podia ouvir os pais chamando pela filha,
apenas as águas do rio fluindo.

À alvorada, ela deixa o Rio Amarelo,
ao anoitecer, ela chega à Montanha Negra.

Ela não podia ouvir os pais chamando pela filha,
apenas os cavalos selvagens na vizinhança do Monte Yan.

Viajando dez mil milhas ao encontro da batalha,
passando montanhas e serras como se voando.

Apesar de apresentar diversas versões, todas elas falam da atitude impulsiva de Mulan ao receber a notícia de que seu pai, Huan Hu, que já estava ferido, seria recrutado para o exército imperial. Ela vestiu a armadura de soldado e batalhou por 12 anos com a espada de seus ancestrais. Mulan recusou qualquer tipo de recompensa e cargo que lhe fora oferecido e preferiu voltar pra casa.

 

mulan-ANCIENT

 

Em uma versão da lenda, no período da guerra, Mulan teria conhecido um oficial, chamado Jin Yong, por quem se apaixonou, e o qual teria ficado atraído por ela, quando descobriu que seu companheiro era, na verdade, uma mulher. O sonho dos dois era construir uma família. Nessa versão, só depois de um tempo os soldados descobriram qual era a verdadeira identidade do guerreiro.

Uma outra versão diz que, em sua última batalha, Mulan foi vestida com roupas femininas, e assim, as tropas conheceram sua verdadeira identidade. A reação de seus companheiros de batalha e, posteriormente, do imperador, foi de muito respeito e admiração. O Imperador até ofereceu uma recompensa à ela, que recusou, voltando para casa. Em uma outra versão, ao retornar para casa, Mulan fica sabendo que seu pai tinha morrido há muito tempo e, muito triste e sozinha, cometeu suicídio.

Independente do final, a obra tem grande importância, por promover a igualdade de gênero em uma época em que as mulheres eram vistas como submissas e quase não tinham direitos na sociedade chinesa.

E aí, gostou da história da Mulan? Você já conhecia estas lendas?

 

Por Nathália Gasparini, diretamente de Jundiaí, SP, Brasil

Fontes: Rainhas Trágicas, Epoch Times, Tri Curioso

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter |  Google +


Veja Também


Deixe seu comentário