Harbin: a cidade de gelo

Aqui no Brasil o tempo está começando a esquentar, alguns dias a temperatura já está alcançando os 30ºC, e já estamos nos preparando para a temporada na praia. Mas, na China quem se aproxima é o inverno e as temperaturas abaixo de zero. Então, se você estiver na China e quiser ter uma experiência incrível, a sugestão de hoje é preparar a jaqueta de neve, touca, luvas e botas e pegar um trem para Harbin: a cidade de gelo da China.

Harbin
Prédio construído com blocos de gelo para o Festival de Esculturas de Gelo de Harbin.

História

Fundada pelos russos na época da construção da linha de trem Trans-Siberiana, Harbin está localizada no nordeste da China, perto da Sibéria. Devido às guerras entre Rússia e Japão, Harbin se tornou uma base militar e então um destino de milhares de pessoas das mais variadas origens, dando à cidade a característica internacional e a variedade de monumentos que tem até hoje. Por isso é considerada desde o início do século XX a casa de diferentes povos.

Na década de 60, com a Revolução Cultural Chinesa, a China assumiu a hegemonia sobre a cidade, mas a multiculturalidade continuou e a herança Russa, Judia e Japonesa permanece entre diversas outras culturas e religiões que se instalaram por ali.

Harbin
Localização de Harbin.

Harbin: a cidade de gelo

Vamos ao que interessa! Por que visitar Harbin? Porque desde 1963 Harbin tem o maior festival de gelo do mundo! Por ter uma temperatura baixa ao longo do ano (o verão em Harbin dura aproximadamente 45 dias com temperatura média de 20ºC) e invernos super rigorosos, todo ano de dezembro à fevereiro há amontoados de gelo nos quais são possíveis fazer diversas esculturas ultrapassando os 40 metros de altura permitindo a realização do incrível Harbin International Ice and Snow Sculpture Festival.

Harbin
Um dos prédios de gelo do festival de 2016.

Tradicionalmente, o Festival começa no meio de dezembro e termina no final de fevereiro, mas a cerimônia oficial de abertura acontece todo ano no dia 5 de janeiro.

Harbin
Competição de natação no inverno de Harbin.

O festival inclui muitas atividades e eventos interessantes como carnaval de neve, competições internacionais de esculturas de gelo, show de luzes no gelo, trenó, hóquei no gelo, futebol no gelo, patins de velocidade, competições de esqui, pesca, natação, mostra de arte de cinema, exposição de pinturas, exibição de caligrafia, exposição fotográfica, canções populares e apresentações de dança, cerimônias de casamento no gelo, negociações comerciais, feiras comerciais e todos os tipos de eventos desportivos nacionais ou internacionais.

Harbin
Casal andando de trenó no rio congelado.

Festival de Luzes no Gelo

Harbin
Lanternas colocadas dentro dos blocos de gelo durante o Festival de Esculturas de Gelo de Harbin.

Uma das maiores atrações do Festival de Escultura de Gelo de Harbin é o Festival de Luzes no Gelo. Originalmente usado para ajudar na pesca noturna e na iluminação de portões, as lanternas em Harbin se tornaram um símbolo cultural e uma forma de arte, se tornando grande parte do Festival de Gelo ao iluminar as esculturas com luzes coloridas dando um efeito impressionante.

Outras atrações de Harbin

Esportes na neve

Harbin
Chinesas andando de trenó puxado por cão.

Durante o inverno, há infinitas possiblidades em Harbin, você pode patinar no Rio Songhua, há diversos resorts para a prática do esqui e snowboard, sendo o mais famoso o Yabuli Ski Resort que fica a duas horas de Harbin. Você também pode se sentir em um filme, ao ter seu trenó puxado por aqueles lindos cães de neve.

Arquiteturaem Harbin

A origem russa deixou sua marca, que pode ser vista por toda a cidade em sua arquitetura, sendo os mais famosos a Catedral Ortodoxa Santa Sofia, a casa de campo Volga (Harbin Volga Manor) e os prédios da Central Street de arquitetura europeia, apresentando desde o estilo barroco, art noveau e a renascentista.  Também há o mercado de objetos tipicamente russos e chineses, o Russian-Chinese Central Market, todos localizados no centro antigo da cidade.

Harbin
Casa de campo de arquitetura russa.
Harbin
Central Street.

Central Street

Assim como Shanghai, Harbin também tem seu shopping a céu aberto, que fica na Central Street. É o ponto de encontro de diversas lojas estrangeiras, hotéis e bares.  Como uma das maiores ruas para pedestres da Ásia, a Central Street é uma junção da civilização moderna e da cultura dos antepassados, onde combina o prazer turístico com a possibilidade de compras de produtos do mundo inteiro.

Harbin
Buraco no rio Songhua para nadar.

Nadar no gelo

Todas as manhãs, mesmo com temperatura abaixo dos 20ºC negativos, pessoas se reúnem no rio congelado de Songhua, fazem um buraco no gelo e mergulham. Você pode passar lá e se juntar à eles, ou só dar uma olhadinha mesmo!

Dragon Tower

A Torre do Dragão tem 336 metros de altura e entretenimento. Repleta de museus em vários andares, você pode visitar a exposição dos guerreiros de terracota, a arma usada na cerimônia de fundação da República Popular da China no museu da Polícia, uma exposição sobre ciência popular, outra sobre dragões com diversas pinturas e esculturas, e outra com as figuras de imperadores chineses. Você também encontra exposições de borboletas, artefatos da Dinastia Jin (1115-1234) no antigo Templo Qifu, e relíquias históricas do período dos Estados Combatentes (475-221 a.C.).

Harbin
Dragon Tower de Harbin.

Além disso, a torre possui o maior restaurante rotativo da China com uma plataforma exterior à cerca de 190 metros do chão com uma vista panorâmica da cidade e do rio Songhua; e uma plataforma de vidro a 181 metros de altura com 60 metros de comprimento para você aproveitar a vista e adrenalina.

Museu da Base Japonesa 731

Nesse museu você poderá ter uma ideia do que aconteceu durante a ocupação japonesa nas décadas de 30 e 40. Ele fica no prédio principal da antiga base japonesa onde ocorreram diversas atrocidades e muitas pessoas morreram. Há fotografias, esculturas e exposições de equipamentos utilizados pelos japoneses.

 Cidade de Neve

Harbin
Algumas casas do vilarejo Zhong Guo Xue Xiang durante o inverno.

Zhong Guo Xue Xiang, ou a Cidade da Neve, é um vilarejo com cerca de vinte casas de madeira que fica a 280km de Harbin. É conhecida por ter a neve mais pura e bela do mundo, e por isso tornou-se palco de muitos filmes. No inverno, a neve costuma chegar até dois metros, formando uma linda paisagem para aproveitar o inverno, caminhar pelas aldeias e florestas, dirigir as motos de neve, andar de trenó puxado por cães, esquiar e ver o nascer do sol.

Multiculturalidade de Harbin

Ao procurar o que fazer em Harbin, nos surgem várias opções de igrejas, sinagogas, mosteiros e templos marcados por sua grandiosidade, dentre os quais podemos perceber a enorme diversidade cultural de Harbin já comentada anteriormente. Portanto, veremos mais algumas dicas para você sentir essa característica intrínseca da cidade.

 Budismo

Harbin
Templo de Confúcio em Harbin, conhecido também como a Cidade Proibida de Harbin.

Como todas as outras cidades chinesas, Harbin tem um templo famoso, e esse é o Templo de Confúcio. Completado em 1929, é a mais antiga construção preservada da Província de Heilongjiang e a maior do seu tipo no Nordeste da China. Tem grande semelhança com a Cidade Proibida de Beijing, e por isso foi apelidado como A Cidade Proibida de Harbin.

Além disso, Harbin também possui o Templo da Felicidade (Temple of Bliss) protegido pela Província de Heilongjiang como patrimônio histórico.

Islamismo

Construído em 1837 com arquitetura arábica, o Mosteiro de Harbin recebe mais de cem mil muçulmanos de toda a China além de ter se tornado “visita obrigatória” de praticantes da religião muçulmana do mundo todo.

Harbin
Mosteiro de Harbin.

Em Harbin também pode-se visitar o Mosteiro Xiangfang, construído em 1905, é o maior com arquitetura arábica da região.

Harbin
Entrada do Cemitério Judeu em Harbin.

Judaísmo

Construída em 1918, a Nova Sinagoga de Harbin marca a presença dos judeus na cidade. Sendo a maior do nordeste chinês, foi fechado quando os judeus deixaram a cidade na década de 50, sendo restaurada em 2004 como o Museu de História e Cultura Judaica de Harbin, além de fazer parte do Museu de Arquitetura de Harbin.

Mas grande parte da história dos judeus na cidade fica no Cemitério Judaico, o qual é testemunha da amizade entre esses dois povos. É o maior e mais protegido cemitério judaico do Extremo Oriente.

Catolicismo

A Catedral de Santa Sofia é a maior igreja ortodoxa do Extremo Oriente. Com uma linda história, vale a pena a visita, sendo um dos mais importantes pontos turísticos da cidade de Harbin. O Catolicismo também é representado na cidade pela Igreja do Santo Alekseyev.

Harbin
Catedral de Santa Sofia de Harbin.

 

Ainda está em tempo de preparar as malas com muita roupa de frio e aproveitar as maravilhas dessa cidade.

Por Barbara Laplaca, diretamente de São Paulo, SP, Brasil.

Fontes: Segredos de Viagem; Ice Festival Harbin

Gostou desse artigo? Então veja muito mais em nossa página do Facebook, em nosso blog e em nosso site


Veja Também


Deixe seu comentário