Esporte na China: Formação de Atletas nas Escolas Esportivas

Desde 2011, os atletas chineses emplacaram para o país o posto de potência esportiva. O esporte na China ganhou destaque após uma iniciativa do governo de formação de atletas. Venha conferir como funcionam as Escolas Esportivas na China.

 

O incentivo ao esporte na China

Entre 1949 e 1984, a China passou por um momento de pouco incentivo aos esportes. Nos jogos Olímpicos de Los Angeles, o país ganhou destaque. Mas foi a partir da decisão do Comitê Olímpico Internacional de sediar as Olimpíadas de 2008 na China que o governo passou a investir extensivamente nos esportes.

esporte na china

O atual sucesso olímpico chinês, que garantiu 51 medalhas de ouro para a China nas Olimpíadas em Pequim, se deve ao Projeto 119. A iniciativa foi criada em 2002, com o patrocínio do governo aos esportes de ginástica artística, levantamento de peso, taekwondo, tênis de mesa, badminton e vôlei de praia. A escola de Shichahai, em Pequim, se tornou famosa no mundo inteiro, pois dela saíram medalhistas no esporte na China. Um deles é Zhang Yining, do tênis de mesa.

 

A mesa-tenista Zhang Yining.
A mesa-tenista Zhang Yining.

 

Escolas Esportivas Especiais

Na China, cada estado tem, pelo menos, uma Escola Esportiva Especial. Nessas unidades, são avaliadas crianças de, em média, seis ou sete anos, pelos seus potenciais físicos e técnicos. As crianças selecionadas são convidadas para morar nessas escolas, como um internato. Ali,  receberão a estrutura para sua formação tanto esportiva quanto acadêmica, estudando, por exemplo, o inglês para competições internacionais. A educação dessas escolas dá aos alunos uma possibilidade imediata de entrar no mundo esportivo, e a médio prazo, de continuar sua formação acadêmica. É comum vermos atletas jovens se aposentarem dos esportes na China e começarem seus estudos abandonados no passado. As Escolas Esportivas Especiais na China permitem que os atletas não parem seus estudos.

 

esporte na china
O esporte na China é iniciado desde cedo nas Escolas Esportivas Especiais.

 

Quando o jovem mora na mesma cidade da Escola, pode voltar para casa toda semana após o último treino, além de dever voltar aos domingos. Mas se o aluno não for local, pode visitar sua família apenas uma vez ao ano. Há uma exceção no Ano Novo Chinês, festa muito importante para a cultura do país. Na ocasião, eles ganham de quatro a cinco dias de folga.

Nesse período que estão nas escolas, os alunos atletas participam de competições dos níveis locais ao nacional chinês. Quando se formam, são muito bem vistos pelas universidades, as quais chegam a competir para receber os atletas. A maioria deles faz um curso superior que possa seguir após se aposentar dos esportes de alto rendimento.

 

O preço de ser atleta na China

O Projeto 119 na China de fato trouxe medalhistas e mérito para o país. Entretanto, o custo disso é a infância das crianças que escolhem ser esportistas de alto rendimento. As Escolas Esportivas Especiais recebem muitas críticas pela excessiva rigorosidade com seus alunos. Até mesmo dos mais jovens, a partir dos 5 anos, é exigido um nível altíssimo de performance. Houve casos em que atletas lesionados foram influenciados a competir, para não perderem sua vaga na escola, nem o respeito do governo chinês.

Alguns outros apontamentos são que o sistema do “tudo ou nada” tira a alegria dos atletas. Além  disso, o controle estatal tem provocado casos de abuso de poder e corrupção. Por fim, o sistema ainda falha nos esportes mais populares, como futebol e nas provas de atletismo.
esporte na china
 

Com este sistema de esporte na China, muita determinação é exigida dos atletas. E a noção de realidade é uma virtude. Para os atletas, às vezes, o único modo de encontrar respeito, infelizmente, é se lesionando.

E você, o que acha sobre o medalhista, mas rigoroso sistema do esporte na China?

 
Por Ana Luiza Garcia Lachner, diretamente de Marília, SP, Brasil
Fontes: Folha, Câmara Brasil-China, Daily Mail, O Globo e Revista Época
Gostou desse artigo? Então veja muito mais em nossa página do Facebook, em nosso blog e em nosso site.


Veja Também


Deixe seu comentário