Dicas e experiências de como morar na China

Você já se imaginou vivendo em um país completamente diferente do seu, com comidas, costumes, tradições e idioma que não faz parte do seu cotidiano? Pois bem, se você tem a vontade de ter uma experiência fora da sua zona de conforto, já pensou em morar na China? Pois é, o país, desde a sua abertura à economia global, tem recebido cada vez mais imigrantes, formando comunidades de estrangeiros na China. Reunindo relatos de brasileiros e outros estrangeiros, este artigo busca passar um pouco a experiência de viver nesse país asiático.

 

A Barreira do Idioma quando você for Morar na China

Morar na China

 

Uma das primeiras dificuldades encontradas pelos estrangeiros ao chegar é a língua. O mandarim, o idioma mais falado entre os chineses, ainda constitui uma grande barreira de comunicação entre os que chegam e a população nativa. Morar na China não necessariamente significa que a pessoa iria dominar completamente o idioma, visto que há relatos de estrangeiros que, mesmo após vivendo mais de 10 anos na China, não aprenderam mais do que o básico “Nǐ hǎo” (你好), que significa “oi”, ou “Duōshǎo qián” (多少钱), que significa “quanto custa”.  Muitos estrangeiros até conseguem se comunicar oralmente, porém, na comunicação escrita, há muitas dificuldades, visto que a maioria deles utiliza o pinyin, a escrita romanizada do mandarim, e não os hanzi (汉字), os caracteres chineses. Visto que muitos chineses não sabem ler em pinyin, isso dificulta a comunicação. Porém, isso varia de região para região. Em grandes cidades, com numerosas comunidades estrangeiras, como, por exemplo, Beijing e Shanghai, é possível se virar com inglês de modo razoável. Mas sempre vale a dica: é importante se esforçar para aprender a língua do país em que estiver morando, não apenas por questões práticas, como conseguir realizar tarefas cotidianas ou uma negociação comercial de modo independente, mas também como uma forma de demonstrar respeito à cultura do novo país e conseguir uma integração maior com os nativos.

 

Morar na China: Choque Cultural

O choque cultural é inevitável quando você decide morar na China. Os costumes tradicionais chineses são totalmente diferentes do que um ocidental está acostumado. Uma questão que muitos estrangeiros já falaram foi de como os chineses falam entre si, de um modo tal que parecem estar discutindo, mas é a maneira como eles normalmente se comunicam. Outro costume que muitos estranham também é o hábito de tomar água quente, visto que na concepção da medicina tradicional chinesa, ajudaria no sistema digestório. Então, não estranhe se, mesmo  em um dia muito quente, te oferecerem água quente, pois esse é o costume. Outro fator que provoca um choque cultural é em relação à comida. Há muitos ingredientes e pratos novos que valem a pena serem experimentados. Caso a pessoa não goste de comida oriental, há as opções de cadeias de fast food, como McDonalds.

 

Aluguel de casa e educação

Uma preocupação primordial para quem for morar na China é ter um lugar onde ficar. Alugar uma casa ou apartamento tem se tornado mais fácil com a vinda de novos estrangeiros para o país. Há, hoje, corretores multilíngues para ajudar a encontrar um lugar para morar. A grande maioria dos estrangeiros vive em pequenos apartamentos, visto que o fato de morarem majoritariamente em grandes cidades, cujos alugueis são altos, não possibilita à maioria alugar um espaço maior. Para se ter uma ideia, o aluguel de um apartamento de um quarto na região central de Beijing sai por 7000 yuans, ou seja, aproximadamente 3000 reais. Caso você queira comprar uma casa no país, é necessário comprovar no mínimo um ano de estadia.

 

morar na china

 

Se você for se mudar com os seus filhos, a educação é uma questão fundamental. Muitos estrangeiros, quando vão morar na China, colocam seus filhos em escolas internacionais. Grandes cidades como Beijing e Shanghai contam com várias unidades, mas mesmo as cidades de porte médio já contam com esse tipo de escola. As aulas são em inglês ou na língua do país ao qual pertence a instituição, sendo que o currículo pode ser ora internacional ora do país da escola. Outra opção para aquelas famílias que planejam ficar longos períodos ou em definitivo na China são as escolas públicas, um modo mais fácil dos seus filhos se aculturarem na nova sociedade. Todavia, cabe lembrar que o sistema educacional chinês é bem rígido, voltado para passar em exames muito concorridos, muitas vezes sem desenvolver um alto senso crítico.

 

E aí, preparado para morar na China?

 

Por Victor Fumoto, diretamente de Marília, SP, Brasil
Fontes: Transitions Abroad, Expat Arrivals, Brasileiras pelo mundo

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter |  Google +


Veja Também


Deixe seu comentário