China Art Museum – Shanghai (Museu de Arte da China)

Mudei para a Shanghai em 2009. A cidade estava em polvorosa se preparando para a Expo 2010, uma exposição gigante com milhões de metros quadrados e pavilhões gigantescos de quase todos os países do mundo. O ano de 2010 foi movido pela Expo, e claro que fui visitar e fiz um post que você pode conferir aqui.

E o que o Museu de Arte da China tem a ver com isso?

É que o prédio do museu, antes de ser museu, foi o Pavilhão da China na Expo 2010. Claro que o mais grandioso e imponente de todos, afinal eles eram os anfitriões. Mas eu não consegui visitar durante a Expo. As filas eram absurdamente grandes, coisas de algumas (muitas) horas de espera, e não rolou em nenhuma das visitas que fiz ao local.

museu de arte da china

museu de arte da china

No total, eles registraram mais de 17 milhões de visitantes somente nesse pavilhão e por conta disso, após o término da Expo, o Pavilhão da China foi reaberto ao público por mais 6 meses. E nem assim eu fui lá! Aff…

E depois desse período o Pavilhão foi transformado num dos maiores museus da Ásia.

Bom, mas estamos em 2015 e nada de eu visitar o museu. Toda vez que avistava o prédio (e ele é visível de vários locais da cidade) pensava: preciso conhecer esse lugar. Se de fora já é imponente, ficava imaginando por dentro. Mas sempre ficava no ‘semana que vem’, ‘no final de semana’.

Um dia, eu nem sei onde ia, e no caminho avistei o museu. Não devia ser nada importante, pois na hora me deu um estalo e falei para o Liu: vamos lá, naquele prédio, ‘China Pavilon’. Nem preciso dizer que causei uma baita confusão na cabeça dele e por alguns momentos ele ficou meio indeciso, se ia ou não. Paramos em frente ao portão e na hora que desci do carro e olhei para cima, fiquei boba, vi que em menos de umas 3 horas eu não sairia dali. De fato fiquei quase 4 horas e a cada minuto me perguntando porque não havia feito essa visita antes…

museu de arte da china

 

Sobre o Museu de Arte da China

O Museu de Arte da China, também é conhecido como  ‘Art Palace China’ ou Zhōnghuá Yishu Gong (中华 艺术 宫), é um museu de arte moderna chinesa localizada em Pudong. Possui 166.000 metros quadrados, 27 salas de exposição estão distribuídas em 64.000 metros quadrados. Ele tem uma coleção de cerca de 14.000 obras de arte, principalmente de arte moderna chinesa. Recomenda-se fazer a visita de cima para baixo.

museu de arte da china

Foi o pavilhão mais caro na Expo, com um custo estimado de US $ 220 milhões. Ele tem 63 metros de altura, sendo a estrutura mais alta na Expo. Por isso foi apelidado de “a coroa do leste”, devido à sua semelhança com uma antiga coroa. O edifício foi projetado por uma equipe liderada pelo arquiteto Ele Jingtang, e foi inspirado nos suportes de telhados chineses, os doudong – 斗拱, e no antigo caldeirão de bronze chinês chamado ding – 鼎.

 

História do Museu de Arte da China

O antecessor do ‘Art Museum China’ foi o ’Shanghai Art Museum’, criado em 1956, em um antigo restaurante na Nanjing Road, e completamente reconstruído em 1986. Em 2000, o Museu de Arte de Shanghai foi transferido para o prédio que abrigou o ‘Shanghai Race Club’ na People Square, no passado.

O Museu de Arte de Shanghai permaneceu aberto até Dezembro de 2012, recebendo mais de 12.000 visitantes nos últimos dois dias.

Espaço expositivo do Museu de Arte da China

As exposições básicas incluem quatro temas: a origem das obras chinesas Arte Moderna e Contemporânea, Desenvolvimento Cultural, Histórico e Econômico de Shanghai, as obras de pintores notáveis ​​e Artes de Desenvolvimento no Novo Século.

Algumas das obras:

museu de arte da china museu de arte da china

“A Lua brilhante sobe do mar – Origem da Arte Moderna e Contemporânea Chinesa” (海上 生 明月 – 中国 近 现代 美术 之 源) é uma exposição permanente que narra o desenvolvimento da arte chinesa contemporânea e moderna, começando com a Escola de Shanghai no final da Dinastia Qing, passando pela República da China e pela República Popular da China, cobrindo dois andares com mais de 6.000 obras de arte.

História e a Cultura de Shanghai – Esta exposição mostra obras de arte criadas para um projeto do governo que incentiva obras de arte que caracterizam o desenvolvimento histórico e cultural de Shanghai. Os temas incluem pessoas, eventos históricos, costumes populares e arquitetura.

A Exposição de Pintores notáveis (名 家 艺术 陈列 馆 专) é uma exposição permanente que apresenta obras de alguns dos mais famosos artistas modernos chineses. A primeira fase caracteriza as obras de sete artistas: Ele Tianjian, Xie Zhiliu, e Cheng Shifa da Escola de Shanghai; Lin Fengmian, Guan Liang, e Wu Guanzhong, que foi pioneira na mistura de estilos de arte chineses e ocidentais; e Hua Tianyou, um dos fundadores da escultura moderna chinesa.

“O pitoresco China – Desenvolvimento de Belas Artes chinês no Novo Século” (锦 绣 中华 – 行进 中 的 新 世纪 中国 美术) foi uma exposição de um ano, que apresenta obras de arte do século 21 criada por mais de 260 artistas chineses. Foi dividido em cinco unidades. A exposição terminou em 30 de setembro de 2013.

museu de arte da china

Exposições especiais do Museu de Arte da China

O museu recebe frequentemente exposições temáticas especiais. Em seu primeiro ano de operação, ele recebeu mais de uma dúzia de exposições, incluindo arte de Taiwan, Gustave Courbet e Jean-François Millet da coleção do Musée d’Orsay de Paris.

Uma outra coleção famosa do Museu de Arte da China é o movimento multi-media  “Riverside Scene at Qingming Festival”. Foi usada para impressionar o público durante a Expo 2010 e agora é exibida no Hall 5. A imagem eletrônica é 30 vezes maior do que a obra original criada pelo famoso artista Zhang Zeduan da dinastia Song (960-1127), que retrata a vida próspera na China antiga. Mais de 1.000 figuras aparecem nas cenas diurnas e noturnas. Literalmente é um espetáculo à parte, tamanha a imensidão da tela e os movimentos feitos à partir do desenho de centenas de anos atrás.

museu de arte da china

museu de arte da china

Nem preciso dizer que saí de lá maravilhada com tudo que vi, com a grandiosidade (lembrem-se de todos os superlativos que usamos na China, e ainda é pouco) e a beleza estética do local.

Para terminar essa obra que adorei, e seu lado interativo…

museu de arte da china

Se estiverem em Shanghai, esse é um programa quase que obrigatório. Magnífico.

Zài Jián!

 

Fonte: China Na Minha Vida

 

Por Romero Castro – Direto de Pelotas – RS, Brasil.

Acompanhe novidades no: www.facebook.com/ChinaLinkTrading

Se você precisar de qualquer apoio para começar a importar da China ou melhorar a sua operação aqui na Ásia, podemos apoiá-lo na busca de fábricas chinesas capazes. Nós fazemos a procura de fornecedores chineses, controle de qualidade e carregamento da carga para você em qualquer lugar na Ásia. Consulte nosso site para mais informações.


Veja Também


Deixe seu comentário