April 06 2018

Canais chineses de Xitang e Wuzhen: explore as “Venezas” da China

Posted by Ana Yamashita

Veneza é certamente um destino mundialmente conhecido pelas belezas dos seus canais, não é mesmo? Mas você sabia que também pode desfrutar a experiência de navegar, tal qual na Itália, na China? Sim, é isso mesmo! O país também possui canais chineses, nos quais você pode fazer belos passeios. Quer saber mais? Continue lendo!

 

canais chineses

Wuzhen Visitor Center, Jiaxing, China (Imagem by Jay Ma, 2017, Unsplash).

 

Canais chineses: Xitang e Wuzhen

Na China, você pode encontrar rios para realizar passeios fascinantes, assim como em Veneza! Além disso, é claro, você poderá apreciar os monumentos, construções e a gastronomia do país, que tornam a visita ainda mais interessante. Venha conhecer os canais chineses de Xitang e Wuzhen!

 

canais chineses

Xitang à noite.

 

Xitang: a cidade dos nove rios

 

canais chineses

A cidade já foi considerada um dos pontos turísticos mais importantes da China, segundo a agencia de responsabilidade turística do país, e entrou para a lista de Patrimônios Mundiais da UNESCO.

 

Localização

Está localizada no norte do condado de Jiashan, província de Zhejiang, a cerca de 90 quilômetros de Shanghai, Suzhou e Hangzhou, na China. Pela proximidade de grandes cidades, Xitang tem um acesso fácil por ônibus ou trem.

 

O que fazer?

A cidade de Xitang é um lugar imperdível para quem deseja apreciar a natureza e a tranquilidade de uma cidade repleta de história e belezas naturais. A cidade é cortada por nove rios e possui mais de 100 pontes antigas pitorescas que interligam as oito regiões do município. Os cenários mais atraentes do lugar são ao longo dos rios.

As pontes são indispensáveis para a locomoção, mas também são um ponto alto do passeio. A Ponte Wolong é a mais famosa, com 31,46 metros de comprimento, 5 metros de largura e 5,5 metros de altura. Além da visita às pontes, é possível passear de barco pelas águas. São 80 Yuan para um barco com transporte de até 12 pessoas. Alguns barqueiros ainda cantam músicas tradicionais durante a viagem.

 

canais chineses

legenda

 

A cidade também possui uma longa história e uma cultura muito rica. Durante as dinastias Ming (1368- 1644) e Qing (1644-1912), Xitang era conhecida por ser uma cidade importante para o comércio e o artesanato no sul do país e, até hoje, possui os edifícios históricos com mais de mil anos bem conservados, mostrando uma grande autenticidade histórica. A arquitetura tradicional da cidade antiga representa 63% do espaço total da cidade, com 110 mil metros quadrados. A boa preservação permite ao turista conhecer propriedades e residências de famílias antigas famosas.

É interessante também observar como a população local se instalou nas margens dos rios, integrando casas, comércio e locais de produção. E tudo isso é interligado por uma das características mais marcantes da cidade: passarelas estreitas. Antigamente, o comércio se dava basicamente pelas vias navegáveis e, portanto, as famílias construíam corredores cobertos com tijolo e madeira em frente das suas casas/comércios para proporcionar maior proteção do sol e da chuva para os comerciantes. Esses corredores podem chegar até 1.300 metros de comprimento. Hoje, é possível passear por essas ruas estreitas, apreciar a beleza local e ainda comprar alguma lembrança de um vendedor ambulante local.

A gastronomia do lugar é imperdível, com muitos alimentos frescos como peixes e vegetais. Os grandes corredores possuem muitos restaurantes com grande diversidade. A cidade também possui outras atrações como museus, vinícolas e jardins!

 

Quando ir?

O melhor período para visitar o lugar é entre março e abril, período em que as árvores estão florescendo e a cidade fica mais colorida, mas, para quem prefere conhecer tranquilamente o lugar, dezembro e janeiro é o período mais indicado. E, para quem pensa que a visita só é interessante durante o dia está muito enganado! À noite, são acesas luminárias vermelhas.

 

Curiosidade

Você sabia que Xitang é a cidade do botão na China, com mais de 500 empresas trabalhando na área? Interessante, não é? Inclusive, abriga o Museu do Botão! Outra curiosidade é que a cidade ganhou maior destaque turístico no país e internacionalmente após ter sido pano de fundo para o filme Missão Impossível 3.

 

Wuzhen: a cidade da água

 

canais chineses

Turistas passeando pelos canais de Wuzhen.

 

Localização

Wuzhen Water Town está situado na parte norte da cidade de Tongxiang, também na província de Zhejiang. Próximo de três grandes cidades turísticas, Shanghai (140 Km), Hangzhou e Suzhou (80 Km). A cidade, outro exemplar dos canais chineses, fica ao longo do Grande Canal de Pequim-Hangzhou.

 

O que fazer?

Tal qual Xitang, Wuzhen está circundado de canais e é visitado por quase 1,5 milhão de turistas por ano. Também conhecida como a “terra da abundância de arroz e peixe, jardim de seda”, a beleza do lugar se dá pela paisagem natural e pelas construções. A cidade tem 6.000 anos e sua história fascinante é uma das atrações do lugar. Em 1991, foi nomeada como cidade histórica e cultural chinesa e, em 1999, iniciou-se um projeto de proteção e desenvolvimento do turismo na cidade.

 

canais chineses

 

Um rio divide-o em quatro áreas: Dongzha, Nanzha, Xizha e Beizha, mas Wuzhein é divido em seis distritos: o de oficinas tradicionais, o de casas e moradias do estilo local, o de cultura tradicional, o de alimentos e bebidas, o de lojas, o aduaneiro e a “cidade da água”. Pode-se dividir a cidade em duas partes: a oriental, que recebe mais turistas, e a ocidental, com uma ambiente mais tranquilo.

Na zona oeste, estão localizadas atrações com maior possibilidade de explorar as águas. Localizado ao oeste do Rio Shi e ao leste do Grande Canal, os rios que atravessam a região atingem mais de 9Km. Um ponto turístico interessante é o antigo mercado da água, com 3.400 metros quadrados, onde antigamente era o centro comercial que ligava todas as províncias vizinhas. Hoje, é possível visitar os canais e passear pelo local. Ainda nesta região, a oficina de seda de Yadi é imperdível para quem quer vivenciar um pouco da história do lugar, aprendendo todo o processo de produção de seda, desde a plantação até a tecelagem.

A área do leste é repleta por lojas, restaurantes, museus e com muitas apresentações de entretenimento folclóricas, das quais destaca-se o Museu Folclórico das Alfândegas, as Destilarias de vinho, e os Teatros de Sombra.

 

Quando ir?

A primavera é a melhor época para conhecer o lugar, a temperatura é mais agradável e, assim como Xitang, a beleza da primavera torna a cidade mais linda.

 

Curiosidade

Em Wuzhen, você irá encontrar o primeiro museu chinês dedicado à exibição de camas antigas e a sede de reuniões da Conferência Mundial de Internet.

E aí, gostou dessa matéria? Então continue ligado no blog!

 

Por Anna Carolina Monéia Farias, diretamente de Marília, SP, Brasil

Fontes: PASSENGER6A, Viajoteca, China Discovery, UNESCO, China Tour Guide, Shanghai Highlights, China Highlights

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter |  Google +