Camisa com estampa de cinto de segurança também protege de acidentes?


Você compraria uma camiseta com a estampa que imitasse um cinto de segurança? Bom, aparentemente não há nenhum problema com estampas divertidas. Mas até que ponto uma brincadeira pode influenciar no quesito segurança de trânsito de automóveis? Continue lendo para saber mais.

 

Camisa com estampa
O trânsito na China é caótico! Fonte: YouTube

 


Uma camiseta branca com uma faixa preta na diagonal foi best seller em lojas na China, no ano de 2013. Mas o que essa camiseta tem de especial?

 

A camiseta com “cinto de segurança”

No lugar de utilizar a ferramenta de segurança para motoristas e passageiros de carros, o cinto de segurança, motoristas na China optaram por pagar cerca de 40 yuans (aproximadamente 22 reais, cotação em março 2019) em sites do país que providenciavam uma camiseta com o desenho do cinto de segurança. 

Um motorista, ao ser flagrado sem o cinto de segurança leva uma multa de aproximadamente 50 yuans (aproximadamente, 30 reais) e dois pontos na carteira pela imprudência.

A camiseta foi capaz de enganar policiais mais distraídos, segundo o site chinês especializado em veículos, chamado Car News China.

 

Camisa com estampa
A camiseta com estampa de cinto de segurança. Fonte: Amazon.

 


A questão fica no ar: como as pessoas lembram de vestir a camiseta com a estampa do cinto de segurança, mas não lembram de colocar o real cinto de segurança?

“Motoristas chineses que não gostam de usar o cinto de segurança podem agora comprar uma inovadora “camiseta cinto de segurança”, pagando entre 35 yuans e 50 yuans” (entre 11 e 16 reais), anuncia o site chinês.

A camiseta virou febre entre os chineses que pensavam que poderiam ser mais espertos que os policiais responsáveis pela fiscalização de trânsito. A falta de comprometimento com a segurança publica foi tamanha, que devido a quantidade de pessoas utilizando a camiseta com o falso cinto de segurança, esse assunto repercutiu internacionalmente, inclusive, em diversos sites de noticias no Brasil, como G1, Globo.

Tudo começou com um chinês viajante. Sua brilhante ideia surgiu porque “a polícia do país está mais alerta sobre o uso do cinto depois de alguns acidentes graves, onde os ocupantes foram lançados pela janela do carro e acabaram mortos”, explica o site, em um tom de “quem avisa amigo é”.

Os motoristas esperam que a invenção engane “os ocupados policiais que olham rapidamente para dentro dos veículos”. As camisetas atraíram a atenção da imprensa chinesa que perguntou à polícia o que eles pensavam sobre o assunto.

O porta-voz Xue Fengxian, da Polícia do Trânsito de Xangai, disse que “o motorista de um veículo é obrigado por lei a usar cintos de segurança” e que “a camiseta não é ilegal por si só”. Outro porta-voz, da província de Heilongjiang, afirmou que as camisetas são “auto enganosas”, mas que seu uso apenas para “fins de entretenimento” é permitido. Infelizmente, o bom senso não abraçou a todos.

Confira um vídeo nosso sobre a relação entre o trânsito chinês e importação!

 

Policiais de papelão

A camiseta com o cinto falso não foi a única “falsidade” encontrada pelas estradas. Com o intuito de reduzir a velocidade dos motoristas nas estradas, policiais de papelão, em tamanho real, floram flagrados nos acostamentos da autoestrada de Tolo, Hong Kong

Os policiais de papelão em tamanho real seguram uma camera móvel, aparentemente, captando a velocidade dos carros e “multando-os”.

 

Hong Kong usa policiais de papelão com objetivo de ‘assustar’ os motoristas. (Foto: Efe. Fonte: Globo)

 

A febre da camiseta não durou muito entre os usuários, e o número de acidentes continuou sendo considerado alto. Em 2015, foi registrado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) aproximadamente 200 mil mortes devido aos acidentes de transito, e, dentre essas mortes, 10 mil são crianças menores de 15 anos. Essa informação foi divulgada no jornal official “China Daily”.

Há diversos motivos pelo qual torna a China um dos países com mais acidentes de trânsito, mais graves que a imprudência de uma camiseta estampada.

 

Ainda há muito que melhorar

Em primeiro lugar, muitos simplesmente ignoram as regras de trânsito. Além de “não colocar cinto de segurança”, como mencionado anteriormente, as pessoas atravessam a rua fora da faixa, muitos motoristas estão alcoolizados ou tem baixa tolerância com o outro, atravessam no sinal vermelho e fazem ultrapassagem em locais proibidos

Além disso, a gestão do tráfego é pobre e a diversidade entre sinalizações é maior do que deveria. Existem mais de cem tipos de semáforos. Imagine decorar o que fazer em cada fase de cada tipo de semáforo? Algumas sinalizações escritas ainda possuem mais de 25 caracteres, o que dificulta a absorção da informação de imediato. 

 

Motoristas confundidos com semáforo que é apenas uma “Peça de arte”. Fonte: De Zero a Cem

 

Multas são ineficazes para controlar ou impedir infrações. Uma comparação feita com um caso em 2009 no jornal Hangzhou Net News mostrou um caso de seis pessoas que dirigiam uma Ferrari e um Lamborghini chegando a 229km/h em uma estrada da Italia para a França, levaram uma multa que, na época foi cotada em US210 mil, por excesso de velocidade. O mesmo incidente na China seria considerado uma ofensa com 3 pontos na carteira e uma multa de US16,26.

Com ou sem camiseta de cinto de segurança, o transito de carros e pessoas pela cidade é um assunto que não deve ser levado na brincadeira por ninguém, principalmente, quanto a quantidade de automóveis e pessoas é grande. Segurança deve sempre vir em primeiro lugar.

E você leitor, já dirigiu na China? Conte sua experiencia para nós.

 

Por Douglas Pazelli – Diretamente da China- Revisado por Carolina Ranzoni, diretamente da Nova Zelândia

Fontes: China Link Trading, G1, Conversor Dolar, Folha de São Paulo, EpochTimes

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter



Veja Também


Deixe seu comentário