A China e os protestos na Turquia

bp3
Manifestantes em protesto na Turquia

A Turquia tem sido alvo das principais notícias da última semana. A cidade de Istambul é palco de uma manifestação liderada por ambientalistas contra o desenvolvimento de um projeto que visa construir uma mesquita e um novo shopping-center no lugar de um dos poucos espaços verdes que ainda existem na cidade, o Parque Gezi.

O que era para ser uma revolução verde logo foi ganhando traços avermelhados. A resposta do governo frente à manifestação da população civil foi rápida e dura. Houve grande tensão devido ao uso excessivo da força pela tropa de choque da polícia, que usou gás lacrimogêneo e canhões de água para reprimir o protesto pacífico. A atuação do Governo turco deixa a clara evidência do autoritarismo político e repressão à liberdade de expressão ainda presente no país.

A insatisfação com as políticas públicas implantadas por um Governo que, segundo a população turca, vem se tornando cada vez mais autoritário alimenta o apelo popular por mudanças constitucionais e governamentais. O protesto atinge hoje seu 12º dia e já se estendeu para a cidade de Ancara, capital do país. Há a confirmação de três mortes e dezenas de feridos.

Apesar de o protesto ser resultado da tentativa de implantação de um projeto que prevê a destruição de uma área verde, já está claro que o que levou grande parcela da população turca às ruas é a vontade de serem ouvidos diante da necessidade de mudar o atual Governo.

Mas o interesse em derrubar o Governo, que desde 2003 é representado pelo primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan, não é só da população de manifestantes. Muitos países, com crescente grau de influência no cenário internacional, também tem esse desejo com o objetivo de quebrar a influência norte-americana na região. Um exemplo deles é a China.

A massiva onda de protestos na Turquia expressa, mesmo que de forma indireta, a vontade que a China tem na derrubada do governo turco e consequentemente, expansão da sua influência na região. Mas a presença da Grande Dragão na Turquia já possui grande relevância, principalmente no campo econômico.

A Turquia, assim como a China, é um grande mercado e tem sua economia em expansão. Parte disso, devido a sua significativa população que gira em torno de 75 milhões de pessoas. Segundo dados do FMI (Fundo Monetário Internacional) o país tem crescimento econômico anual de aproximadamente 3% e destacou-se como a 17º principal economia do mundo em 2012.

A importância que a China tem para o país tem sua maior expressão no setor de importação, ocupando o segundo lugar da lista dos principais países que fornecem produtos como materiais mecânicos e elétricos ao país. Aproximadamente 9% das importações turcas são originárias do grande país asiático. Na frente, encontra-se a Alemanha (11,3%).

Além disso, a China prevê a exportação de carruagens de metro feita de aço inoxidável a partir do mês que vem. O projeto conta com a exportação de um total de 107 unidades que irão sair do porto de Xangai diretamente para a capital Ancara.

Os dados acima mostram, ainda que de forma generalizada, a influência econômica que a China já exerce para com o crescimento da economia turca. Parte disso ocorre em virtude da proximidade dos dois países e da competitividade dos produtos chineses que estão ocupando cada vez mais espaço no cenário internacional.

Mas como toda relação é recíproca a desestabilidade política atual do país é uma ‘‘faca de dois gumes’’. Apesar de a China buscar maior influencia política na região, a onda de protestos pode resultar na desarticulação da economia turca e consequentemente, em resultados negativos na balança comercial chinesa.

Mario-Cesar-China-LinkPor Mário Frassom – Direto de Marília, Brasil
www.chinalinktrading.com
Acompanhe novidades no: www.facebook.com/ChinaLinkTrading

Se você precisar de qualquer apoio para começar a importar da China ou melhorar a sua operação aqui na Ásia, podemos apoiá-lo na busca de fábricas chinesas capazes. Nós fazemos a  procura de fornecedores chinesescontrole de qualidade e carregamento da carga para você em qualquer lugar na Ásia. Consulte nosso site para mais informações.


Veja Também


Deixe seu comentário