Março 04 2018

99 Táxi: o novo “unicórnio” brasileiro para competir com a Uber

Posted by Victor Fumoto

A plataforma chinesa de transporte Didi Chuxing assumiu, no mês passado, o controle do aplicativo brasileiro 99 Táxi, como parte de uma estratégia global. Com isso, a start-up brasileira passou a ser avaliada em 1 bilhão de dólares,  tornando-se o mais novo unicórnio brasileiro da área de transporte. Quer entender mais sobre o ocorrido? Continue lendo o artigo!

 

99 Táxi

 

A batalha entre os aplicativos de transporte no Brasil tem sido bastante acirrada nos últimos anos, e, no mês passado, acabou ganhando um novo capítulo. Na primeira semana do ano de 2018, houve a ascensão da primeira empresa nacional ao patamar de “unicórnio” – o seleto grupo de start-ups avaliadas em mais de 1 bilhão de dólares. A empresa chinesa Didi Chuxing comprou a 99 Táxi, e esta transição foi um passo a mais para atingir o seu principal objetivo: expandir-se no mercado sul-americano e competir com a multinacional estadunidense Uber.

Sem revelar o valor da operação, a Didi comunicou que havia assumido o controle da 99 e de seus 14 milhões de clientes registrados – o aplicativo também conta com cerca de 300.000 motoristas registrados. Apesar disso, a companhia chinesa avaliou o valor da 99 Táxi em 1 bilhão de dólares, transformando-a no primeiro “unicórnio” brasileiro. Na esteira da 99, estão outras empresas nacionais como Nubank e Movile. O Brasil ainda conta com vários outros candidatos à posição de “unicórnio”, entre eles: Quinto Andar, PSafe, Guia Bols e Easy Taxi.

No entanto, nosso país está um tanto quanto atrasado no que se refere às maiores start-ups do mundo. A Argentina, por exemplo, já tem o Decolar.com e o Mercado Livre há anos. O atraso brasileiro se deve a vários motivos, como, por exemplo, a alta burocracia e a falta de integração entre as universidades e o mercado – várias start-ups estadunidenses surgiram no interior de universidades locais.

 

A Didi Chuxing e a 99 Táxi

A Didi Chuxing é uma empresa da China que presta serviços na área de tecnologia e transporte privado por meio de um aplicativo para smartphones. A companhia nasceu em 2015, por meio de uma fusão entre dois aplicativos rivais que eram apoiados pelas gigantes da internet, Alibaba e Tencent. Atualmente, a empresa é a maior na área de transporte individual na China e faz cerca de 25 milhões de trajetos por dia.

 

99 Táxi

 

Segundo a Didi Chuxing, a compra da 99 Táxi marca “uma nova etapa em sua estratégia nacional”. Para o diretor-geral, Cheng Wei, a “internacionalização é nossa prioridade”.

Em 2015, a Didi comprou participações na start-up indiana de reserva de táxi Ola, bem como na estadunidense Lyft, concorrente direta da Uber, nos Estados Unidos. Além disso, a empresa chinesa também tem interesses na Europa, devido a sua aliança com uma empresa originária da Estônia chamada Taxify, que atua em cerca de 20 países.

No começo do ano passado, a Didi Chuxing arrecadou 5 bilhões de dólares (cerca de 16,1 bilhões de reais), e, logo no final de 2017, no mês de dezembro, somou-se a essa receita outros 4 bilhões de dólares (aproximadamente 12,9 bilhões de reais) para financiar sua expansão. Entre os principais investidores da companhia chinesa encontram-se a empresa japonesa de telecomunicações Softbank e o fundo dos Emirados Árabes Unidos, Mubadala Capital.

Segundo a agência de notícias francesa AFP, o valor de mercado da Didi gira em torno de 56 bilhões de dólares (cerca de 180,9 bilhões de reais). Graças a esse alto número, a empresa vem pretendendo desenvolver inteligência artificial e, assim, criar sua própria rede de estação de recarga para seus carros elétricos.

 

99 Táxi

 

No ano passado, a companhia chinesa comprou as últimas operações da Uber na China, e passou a controlar 90% do mercado de transporte compartilhado em seu país, além de quase 100% do mercado local de reserva de táxi por aplicativos.

No Brasil, a Didi, junto da 99 Táxi, competirá com a Uber nas grandes cidades. De acordo com a Bloomberg News, Rio de Janeiro e São Paulo são as cidades em que a Uber tem mais trajetos no mundo, seguidas pela Cidade do México.

A 99 Táxi é uma empresa e aplicativo de transporte individual, fundada em 2012. A princípio, a companhia brasileira oferecia apenas serviços de táxis, mas, posteriormente, a 99 foi se tornando um modelo mais amplo, principalmente quando começou com o serviço “99POP”. O objetivo desta nova função era concorrer diretamente com outras empresas do mesmo setor, como a Uber, por exemplo, que não utilizava taxistas, mas motoristas comuns. A empresa teve também o primeiro aplicativo nacional que passou a oferecer uma opção de serviço exclusivo para mulheres e a possibilidade de gorjetas para os motoristas. E, agora, com a sua aquisição pela Didi Chuxing, ela torna-se a primeira empresa a entrar para categoria “unicórnio”, prometendo o surgimento de novos serviços para os seus usuários.

O CEO da 99 Táxi, Peter Fernandez, afirmou para o jornal Financial Times, estar confiante de que “fazer parte da Didi Chuxing vai aumentar muito nossa capacidade de expandir nossos serviços pelo Brasil para oferecer melhorias aos usuários, motoristas e cidades”.

Para ficar por dentro das notícias sobre a China e saber tudo sobre importação, fique ligado no blog!

 

Por Lys Brittes, diretamente de Marília, SP, Brasil

Fontes: El País, Financial Times, AFP, Bloomberg News

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter |  Google +