7 principais custos para importar da China

Existem dois tipos de importadores de produtos. Os importadores que querem produtos internacionais para uso próprio e os que visam lucro pois utilizam a importação como ferramenta de negócio. Seja qual “importador” você for, saiba o que acontece com seu produto antes dele chegar ao destino final. Quando se trata de cobrança, nenhuma surpresa é boa. Quer se planejar para sua próxima importação? Continue lendo abaixo:

Custos de importar
Porto

PRODUTO

Para começar, é preciso encontrar o produto pelo qual o comerciante ou usuário gostaria de comprar, e, claro, pagar pelo valor do produto que se encontra à venda na plataforma online. Este é o custo que será direcionado para o produtor inicial, no caso, a fábrica chinesa ou o autônomo chinês que colocou o produto à venda em atacado ou varejo.

IMPOSTOS

Quando se importa um produto de maneiras legais, ou seja, dentro da lei, o importador deve pagar impostos sobre o produto. Existe um imposto exclusivo para este caso, chamado Imposto de Importação (II). 

Seria bom se o II fosse filho único, porém, ainda existem seus irmãos, o PIS, IPI, Cofins e ICMS. Para saber os detalhes e significado de cada sigla, clique aqui. Todos esses se traduzem como impostos domésticos que são aplicados até mesmo para fabricantes brasileiros, desta maneira, a concorrência desleal é minimizada ou balanceada. Somando todos os acréscimos, a maioria dos impostos acrescentam um aumento de 40 a 60% sobre o valor dos produtos.

FRETE INTERNACIONAL

Se o produto que está sendo comprado vem da China, o frete internacional será o próximo passo a ser considerado para que os produtos cheguem ao Brasil. A maioria dos produtos são encomendados pelo frete marítimo, pois tende a ser barateado pela quantidade maior de produtos e opção barateada de combustível, mas, para os importadores que querem que o produto chegue mais rápido ao destino, o frete aéreo seria o indicado, contudo, o preço acaba saindo maior. 

Claramente, cada fornecedor tem um valor diferenciado para enviar a carga pelo frete marítimo para o Brasil, contudo, em média, encontra-se um valor de $2500 de um contêiner grande, o que seria equivalente a uma carreta. O frete aéreo tem uma media de $10 por quilo. Sendo assim, o indicado para cada frete depende do tempo que o importador tem para receber o produto, quanto esse produto pesa e qual a quantidade que está sendo importada.

Custos importar
Navio de carga e lancha

SEGURO NO FRETE

Vale a pena? Sim. 

Mesmo quando a importação não foi planejada para negócios, como revenda em lojas, é muito comum o importador se deparar com a pergunta ao final da compra no site “deseja seguro extravio?”. Aceitar essa opção pode te salvar de uma tremenda dor de cabeça e perda de dinheiro.

No geral, o seguro que se paga pelo frete, não tem preços abusivos. Ele fica entre 0,5 a 2% sobre o valor da carga ou do peso da carga. Não existe um consultor de importação ou um negócio que está a anos no ramo que não recomende a compra de seguro da carga.

Existem alguns tipos de seguro, como o básico, que cobre roubos ou extravios. Já o seguro restrito evolve danos no produto ou perdas por danos causados ao veículo que transportava o produto. Para saber mais sobre qual frete e o ideal para seu negócio, clique aqui para se informar. 

TAXAS DO RECEPTOR

Nenhuma das taxas anteriores eram amigáveis, mas as taxas de portos e aeroportos são mais pesadas do que se imagina.

Ao contrário do que se imagina, as cargas recebidas nestes estabelecimentos não são apenas “etiquetadas” para que o dono delas apareça e busque-as com outro meio de transporte. O trabalho dos receptores de encomendas internacionais envolvem armazenamento, movimentação, identificação, manutenção de equipamentos, inspeções e uso do siscomex. Ao somar tudo isso, percebe-se que o valor mínimo gasto para formalizar todo o processo fica em torno de R$4 mil, o que inviabiliza o comércio de pequenas empresas.

Custos de importar
Planejamento de compra

DESPACHANTE ADUANEIRO

O trabalho deste funcionário é garantir que sua mercadoria será liberada do receptor e irá para o destino final (estoque do seu negócio ou loja). Para isso, compras acima de $3 mil exigem o trabalho do despachante aduaneiro e radar siscomex. O próprio importador não tem autorização para autorizar sua própria compra.

Não existe um valor tabelado seguido pelos despachantes aduaneiros, contudo, o valor esta em uma média de R$800 a R$1500 por importação. Lembrando que o valor muda de acordo com a complexidade do serviço e o volume dos produtos importados.

FRETE DENTRO DO BRASIL

Quando o importador receber a boa notícia de que sua carga foi aprovada para entrada no país e todas as taxas pagas foram recebidas e não há mais nenhuma barreira para que os produtos cheguem em suas mãos, o frete doméstico está ali para trazer a mercadoria ao importador de uma vez por todas.

Uma transportadora deve ser contratada para finalizar todo o processo e deixar o produto na empresa ou loja de destino final. O valor vai depender de cada empresa de transporte e distância entre o porto e o endereço de destino, mas, para trazer números a este passo, o exemplo de transportar um contêiner do porto de Santos para o centro de São Paulo é em média R$4 mil.

Em resumo, esses são os custos fixos que existem em todas as importações. Ainda, existem os custos móveis, que se aplicam a diferentes tipos de produtos, incluindo alimentícios ou químicos. Sendo assim, e muito importante que pesquisas, simulações e cotações sejam realizadas com empresas de confiança para que o negócio do importador saia no lucro. Quer uma ajudinha para iniciar o cálculo? A China Link Trading te ajuda, clique aqui!

Gostou? Fique atento aos nossos próximos textos.

Por Carolina Ranzoni, diretamente da Nova Zelândia

Fontes: IBid, SEBRAE, Portal Tributario, 4P Logistics, China Link Trading Blog

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter


Veja Também


Deixe seu comentário