4 hábitos diferentes que você encontra quando viaja para a China

Todos os países têm costumes e tradições diferentes que muitas vezes precisam ser respeitadas quando visitarmos e conhecemos algum lugar. A divisão entre o Ocidente e o Oriente tem alguns padrões em relação à sua cultura na região, mas muitas diferenças entre as mesmas.

Os chineses têm alguns hábitos muito diferentes do Brasil e restante do mundo, mas basta ver através de uma perspectiva de relativismo cultural que é possível compreender tais costumes.

 

1. O hábito de presentear aos chineses

Quando viajamos para algum lugar muitas vezes nos sentimos extremamente gratos para aquelas pessoas que nos ajudaram durante esse tempo, e queremos agradecê-las de alguma forma. Diferentemente do que ocorre no Brasil, dar presentes aos chineses se torna uma tarefa um pouco mais complicada por alguns motivos.

Uma das dificuldades é em escolher o presente por que os chineses gostam muito de coisas que não existem na China, uma tarefa que se torna difícil por que a maioria dos produtos podem ser encontrados no país e a China sempre teve a cultura da cópia. Existe também uma propensão muito forte por algumas cores como o dourado/amarelo e o vermelho, cores da bandeira do país e uma recusa nas cores brancas, por que é uma cor fúnebre na China.

 

As cores melhores para presentear são vermelho e dourado.

 

Existe uma preferência a produtos típicos do país de origem do turista, em relação à comida, artesanato, etc. A última questão incomum, que é um pouco diferente do que acontece no Brasil é que os chineses podem recusar o presente mais de uma vez, por mais que o queiram.

 

2. Sentar-se a mesa

Um dos costumes na China que você vai encontrar quando viajar até lá é a etiqueta em relação aos restaurantes ou casas que visitar. O convidado e o anfitrião têm papéis importantes, como ocupar a posição de maior destaque na mesa. O convidado principal fica com a visão direta da entrada, o segundo local mais importante fica à direita do principal. O terceiro convidado mais importante senta à esquerda do principal, e assim por diante. O anfitrião ou a pessoa que convidou senta na direção do convidado principal, no lado oposto da mesa, por questões de segurança e também costumes. Na visita à China, é importante mostrar respeito ao convidado e a o anfitrião por que algumas atitudes podem ser vistas como falta de educação.

 

3. Alimentação

A alimentação chinesa pode estranhar quando você for viajar para a China já que têm alguns costumes e hábitos diferentes também. A água gelada que é muito comum no clima subtropical do Brasil não é tão comum no país, sendo substituída pela água quente, muitas vezes. A medicina tradicional chinesa que é milenar acredita que a água quente faz bem para saúde já que se assemelha a temperatura do nosso corpo e ajuda no equilíbrio energético do corpo, principalmente na hora da digestão. Por isso, é muito comum encontrar água quente nos restaurantes, estações de trem outros lugares grandes como aeroportos.

 

A água quente é uma bebida bastante comum na China.

 

Outra bebida comum é o Baiju, um vinho branco absolutamente forte que é oferecido nas casas e restaurantes chineses. Ele é descrito como mistura de solventes semelhante ao removedor de esmalte. O álcool tem grande importância na China desde os tempos antigos.

Em relação à comida, era muito comum na China o consumo de carne de cachorro, tendência que está mudando, pois estão se adotando costumes ocidentais e tê-los como animais de estimação. Outros alimentos que são incomuns na visão ocidental que os chineses consomem são os espetinhos de escorpiões, bicos de patos, sopa de tubarão e cobra, cavalo marinho, lagarto e aranhas fritos.

Tal consumo de comida pode ser explicado pela necessidade que os chineses sempre tiveram de buscar alimento que era escasso por conta do cultivo da terra, de apenas 20% do solo ser cultivável e também por conta da população, que sempre foi grande.

 

4. Comportamentos

Hábitos
Hábitos chineses são muito diferentes dos brasileiros.

 

Dos comportamentos mais usuais na China, estão às sonecas e cochilos tirados em locais incomuns como na calçada e bancos das ruas. Possivelmente, esse hábito deriva da forma de trabalho chinesa, bastante árdua, com os dias começando cedo e terminando tarde.

O uso de máscaras se torna comum nas capitais por que na China a poluição do ar é muito espessa a ponto de haver cancelamento de vôos, que aumentam muito os números no inverno e que desde 2016 têm sido tomadas medidas para diminuir a poluição.

Outro hábito comum que reflete o equilíbrio, a paciência e a postura dos chineses é o costume de ficar agachado por um longo período do tempo, em qualquer lugar, e é normal para todas as pessoas, independente de idade.

Por fim, e não tão diferente do Brasil, mas um pouco parecido é o varal que alguns chineses montam entre as árvores para estender as roupas, a única diferença é que os varais ficam na frente das casas e não nos fundos.

 

Fontes: Folha Sul, Globo, Bau do Viajante.

Por Barbara Pompei Corcioli, diretamente de Marília – SP, Brasil.

Clique nos links abaixo para saber mais:

Nosso YouTube | Nosso Instagram Nosso Facebook | Nosso Blog | Nosso Site


Veja Também


Deixe seu comentário