4 dicas preciosas para aprender o mandarim

O mandarim é o idioma oficial da segunda maior economia do mundo, a China. Também é uma das línguas com mais crescimento no número de falantes, com interessados inclusive no Brasil. Tem interesse em aprender o chinês? Confira algumas dicas preciosas neste artigo!

 

Procure o Instituto Confúcio

O governo chinês tem interesse direto em estimular o aprendizado do mandarim como uma forma de soft power, isto é, propagar a cultura chinesa pelo mundo. E um dos instrumentos principais utilizados para isso é o Instituto Confúcio, uma organização sem fins lucrativos, vinculada ao Ministério da Educação chinês.

Suas atividades são semelhantes às da Aliança Francesa ou do Instituto Goethe, que são centro de excelência no ensino do francês e do alemão, respectivamente. O Instituto Confúcio tem parceria com as melhores universidades públicas e privadas do Brasil e funciona como uma ponte entre uma universidade chinesa e uma brasileira. Seus professores são todos chineses, que vêm ao Brasil para ensinar o mandarim, além de aperfeiçoar os seus conhecimentos em português.

Se você deseja começar a estudar o mandarim, procure a unidade do Instituto Confúcio mais próxima, pois você terá acesso a um material didático de qualidade, além de professores nativos para te ajudar a se acostumar ao ritmo da língua mais facilmente. Ademais, o instituto oferece atividades culturais e vários eventos para os estudantes conhecerem mais sobre a cultura chinesa. E isto nos leva para a nossa segunda dica abaixo!

 

O Instituto Confúcio leva o seu nome em homenagem ao criador do confucionismo!
O Instituto Confúcio leva o seu nome em homenagem ao criador do confucionismo!

 

Faça uma imersão na cultura chinesa

Qualquer pessoa que deseja ser proficiente em um determinado idioma de um modo mais rápido precisa entender a mentalidade e a cultura dos falantes nativos daquela língua. Por isso que muitas escolas de inglês oferecem atividades de Dia de São Patrício ou Halloween, como uma forma de despertar o interesse do aluno. Com o mandarim não é diferente!

 

Faça uma imersão na cultura chinesa para aprender o mandarim mais rápido!
Dragão: um dos maiores símbolos da cultura chinesa

 

Fazer uma imersão na cultura chinesa é uma maneira divertida e menos monótona de aprender o mandarim. E existem várias formas de se fazer isso:

  1. Atividades culturais: participe de oficinas e eventos que os seus professores ou a escola oferecem aos estudantes, como aulas de artesanato, dança, concursos de escrita chinesa, dentre outras ações. No fim, o participante perceberá que o seu repertório cultural aumentou, assim como o seu interesse em aprender o idioma.
  2. Use um hobby: todo mundo tem um hobby. E sabia que você pode usar uma atividade de lazer para aprender o mandarim? Se você gosta de cozinhar, já pensou em fazer pratos deliciosos e tradicionais da China? Caso goste de ler, os chineses possuem uma literatura riquíssima, fruto de sua milenar história. Já se o seu programa de fim de semana é ficar vendo filmes ou só relaxar ouvindo música, a China possui uma produção cultural cada vez maior. Enfim, há programas para todos os gostos para você aprender o mandarim de forma divertida!
  3. Viaje para a China: certamente, a melhor maneira para alguém aprender o mandarim de forma rápida é viajando para a China, principalmente se for na forma de intercâmbio. E essa é justamente a nossa próxima dica!

 

Aprenda o mandarim na sua terra natal

Participar de um intercâmbio é uma das atividades mais enriquecedoras para uma pessoa. O estudante tem a oportunidade de aprender in loco uma cultura totalmente diferente da sua e conviver com os falantes nativos da língua que está estudando. Quem tiver a oportunidade de fazer um intercâmbio, faça, pois todo o esforço e investimento valerão a pena, além de contar fortemente no currículo.

O mandarim é uma língua difícil, tanto na escrita quanto na fala. Fazer um intercâmbio, de pelo menos um mês já ajuda a pegar uma fluência maior no idioma. O Instituto Confúcio oferece programas de intercâmbio com durações variáveis, havendo a possibilidade de se conseguir uma bolsa de estudos também. Alguns intercâmbios focam mais em atividades culturais, como visitar monumentos históricos e explorar a culinária local, por exemplo, enquanto outros se assemelham a um intercâmbio acadêmico de faculdade, com duração de pelo menos um semestre e que você se matricula em uma universidade chinesa e tem disciplinas normais de uma graduação. O interessado em fazer um intercâmbio tem uma ampla gama de opções para escolher aquilo que melhor satisfaz as suas necessidades.

O mandarim é uma língua difícil, tanto na escrita quanto na fala. Fazer um intercâmbio, de pelo menos um mês já ajuda a pegar uma fluência maior no idioma. O Instituto Confúcio oferece programas de intercâmbio com durações variáveis, havendo a possibilidade de se conseguir uma bolsa de estudos também. Alguns intercâmbios focam mais em atividades culturais, como visitar monumentos históricos e explorar a culinária local, por exemplo, enquanto outros se assemelham a um intercâmbio acadêmico de faculdade, com duração de pelo menos um semestre e que você se matricula em uma universidade chinesa e tem disciplinas normais de uma graduação. O interessado em fazer um intercâmbio tem uma ampla gama de opções para escolher aquilo que melhor satisfaz as suas necessidades.

 

Participe de um intercâmbio numa universidade chinesa para aprender o mandarim!

 

Tenha paciência com o mandarim!

Toda a língua requer um tempo para ser dominada. A não ser que você seja um prodígio em aprender novos idiomas, esse processo requer uma certa dose de paciência.

O mandarim está na categoria de línguas mais difíceis de se obter fluência, juntamente com o japonês e o árabe. Com mais de 2000 mil caracteres a serem assimilados e uma língua tonal, isto é, o tom da palavra muda o seu significado, o estudante certamente demorará anos aprendendo, embora isto dependa também do grau de esforço do aluno. A principal certificação do idioma é o HSK, o qual é dividido em 6 níveis, sendo o HSK 6 o equivalente à proficiência no mandarim.

Mas vale a pena? A resposta é sim! Não existem muitos profissionais no mercado que sejam fluentes em mandarim. Além disso, aprender o mandarim abre as portas para conhecer uma cultura milenar e riquíssima.

Confira nosso vídeo uma aula sobre como se apresentar em mandarim! Outras aulas online gratuitas de mandarim estão no nosso canal. Se inscreva!

Vamos aprender o mandarim? Deixe nos comentários se você quer ou já está aprendendo o idioma!

 

Por Victor Fumoto, diretamente de Indaiatuba, SP – Brasil

Fontes: China Link Trading, Instituto Confúcio

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter


Veja Também


Deixe seu comentário